segunda-feira, 27 de abril de 2015

Dominantes e perigosas: as 9 fêmeas que mandam no Reino Animal





A Figura da mulher como líder é algo com o qual a humanidade não está muito acostumada, bastando observar os registros históricos para perceber que sempre houveram mais homens em cargos de poder. Isso até vem mudando nos últimos anos, com um crescente número de líderes femininas sendo escolhidas, mas ainda estamos longe de uma situação em que ambos os sexos realmente tenham poderes iguais.



Na natureza, por outro lado, não faltam exemplos de fêmeas que dominam e guiam seus subalternos e dependentes, formando estruturas hierárquicas matriarcais pra lá de complexas. Das agitadas abelhas e formigas até os elefantes e leões, a seguir você confere alguns dos bichos que se reúnem e se orientam conforme as decisões de uma figura materna.

1 – Abelhas

Pequenas guerreiras amazonas da natureza, as abelhas provavelmente são o exemplo mais conhecido de espécie que gira em torno de sua rainha. Enquanto a líder fica encarregada da reprodução e as trabalhadoras constroem a colmeia, buscam o néctar e produzem o mel, os zangões apenas se limitam à posição de guardas e ao seu papel na hora de gerar mais operárias – processo que geralmente acaba com a morte dos machos.

2 – Orcas


Também conhecidas como baleias assassinas, as orcas vivem em uma sociedade matriarcal complexa. Segundo a organização Wild Whales, os filhotes de ambos os sexos costumam viver junto às mães ao longo de toda a sua vida, mesmo depois de ter seus próprios descendentes. Os grupos desses grandes mamíferos são constituídos de uma ou mais dessas unidades familiares, chamadas de matrilinhas, e viajam sempre juntos pelos mares.

3 – Formigas


Se o total de indivíduos vivos for um indício do sucesso de uma espécie, então é provável que as formigas sejam os seres mais bem-sucedidos da Terra. Caso todas as formigas do mundo se amontoassem em um lugar só, essa massa pesaria mais do que o peso combinado de todos os seres humanos. E quem está à frente desse empreendimento? As rainhas, cujas funções parecem seguir de perto o exemplo dado pelas abelhas.

4 – Bonobos

Os macacos bonobo são um dos poucos exemplos de matriarcado entre os primatas da atualidade. Segundo Jena Hickey, da Universidade Cornell, esses pacatos bichos costumam viver em grupos liderados por fêmeas e estão habituados a resolver seus conflitos internos da forma mais legal possível – por meio do sexo.

5 – Ratos-toupeiras


Vivendo em comunidades com qualquer coisa entre 20 e 300 animais, os rato-toupeiras seguem uma fêmea dominante. Essa “rainha” costuma procurar pelos maiores e mais fortes machos e chega a cruzar com até três deles dentro de um período de tempo relativamente curto – e isso acontece até mesmo fora da temporada reprodutiva anual. Como resultado, a líder pode ter até sete filhotes a cada dois meses.

6 – Suricatos


A espécie do famoso Timão – o eterno parceiro animado do javali Pumba – costuma formar uma sociedade em que uma fêmea lidera o grupo, chamado de bando. De acordo com o Zoológico de Atlanta, nos EUA, essas chefes lideram seus comparsas na busca por novos refúgios e nos conflitos de territórios com outros bandos de suricatos.

7 – Hienas




Dominando grupos com entre 40 e 60 membros, a hienas fêmeas fazem jus à agressividade de que todos nos lembramos de ver em O Rei Leão. De acordo com Kay Holecamp da Universidade do Estado de Michigan, os papeis de cada sexo entre esses animais está revertido com relação ao que costumamos ver na maioria dos mamíferos.



As líderes hienas costumam ser maiores que os machos e demonstram ainda mais agressividade que eles na hora de competir por recursos limitados. As fêmeas se parecem tanto com os machos que a maioria das pessoas tem dificuldade para diferenciá-los – até mesmo os seus órgãos sexuais são parecidos com o do sexo oposto.

8 – Elefantes


Com grupos altamente hierárquicos, os elefantes costumam seguir as orientações da matriarca mais velha – e frequentemente maior – da manada. A líder fica responsável por orientar algo entre 8 e 100 elefantes, dependendo do espaço geográfico em que se encontrar e no tamanho da sua família.

9 – Leões


O leão pode até mesmo ser considerado o rei da selva, mas o fato é que quem manda mesmo são as leoas. De acordo com a Africat Foundation, esses grandes felinos vivem em sociedades matriarcais com cuidado comunal, com cada grupo contando em média com 13 fêmeas – que geralmente são descendentes das que ocupavam a mesma posição por várias gerações.


Além de orientar seus “súditos”, esse conjunto de leoas também coordena as caçadas do grupo. Como elas não se relacionam com os machos residentes, os pretendentes de fora precisam derrotar os locais para que possam ter uma chance de se reproduzirem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EstampsCamisetas