segunda-feira, 28 de julho de 2014

Copel implanta internet por fibra óptica no interior do Paraná



Divulgação

A Copel Telecom implantou esta semana, em Foz do Iguaçu, o serviço de internet ultrarrápida por meio de fibras ópticas para clientes residenciais e comerciais. Para disponibilizar o serviço foram construídos 90 quilômetros de rede de fibras na área urbana do município. 


Depois de levar soluções de conectividade a grandes empresas do município, a Copel passou a oferecer internet em banda extralarga – com velocidades de transmissão de até 100 Mbps (megabits por segundo) – para clientes residenciais e pequenas e médias empresas. 



"Estamos ampliando a oferta residencial para atender à demanda por internet de boa qualidade em todas as regiões do Estado, melhorando a competitividade em mercados que hoje contam com poucas alternativas de conexão", explica o diretor-presidente da Copel Telecomunicações, Adir Hannouche. 


Foz é a nona cidade paranaense a contar com internet óptica. O serviço já é oferecido em Curitiba, Pinhais, Ponta Grossa, Telêmaco Borba, Maringá, Irati, Castro e Tibagi. "Nossa meta é levar banda extralarga a 20 municípios até o final de 2014", afirma. 



As conexões do serviço oferecido pela Copel Telecom são feitas exclusivamente por meio de fibra óptica, do provedor até a casa do usuário. Pelo site copeltelecom.com, é possível saber se a rede de fibra atende a um determinado logradouro, bastando informar o CEP. Pelo site também é possível conhecer detalhes do produto e solicitar sua instalação. 



CIDADES DIGITAIS - A Copel Telecom está presente em todos os 399 municípios do Paraná, atendidos a partir de uma rede de fibra óptica de mais de 25 mil km. Esta malha digital permite à empresa atuar em três frentes de comercialização de produtos: com soluções de conectividade para clientes corporativos em todo o Estado; com internet entre 20 e 100 Mbps para dez cidades, pelo programa BEL Fibra; e com internet de 1 Mbps para municípios de até 10 mil habitantes dentro do programa Paraná Conectado, que chegará a 45 cidades até o final de 2014. 


"A infraestrutura de ponta para transmissão de dados contribui de modo inestimável para um salto no desenvolvimento econômico e social do Estado", afirma Adir. O dado confirma-se na projeção do Banco Mundial, que relaciona a expansão da conexão em alta velocidade ao incremento da economia regional: cada 10% de rede de banda larga construída equivale a 1,2% de evolução do PIB.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EstampsCamisetas