quarta-feira, 19 de junho de 2013

Deliciosos, quitutes juninos oferecem benefícios à saúde

Nos meses de junho e julho as tradicionais festas juninas invadem o País. Recheados de alegria e de deliciosas comidas típicas, os festejos são ocasiões perfeitas para o exagero. E, embora esses alimentos também ofereçam benefícios à saúde, é no exagero e na mistura de guloseimas que mora o perigo. 


Reprodução


Afinal, todas estas delícias possuem grande quantidade de carboidratos, açúcares e calorias, três fatores que favorecem não somente o ganho de peso, mas que interferem, principalmente, no controle do diabetes e na função intestinal.


Para aproveitar os deliciosos pratos típicos das festas caipiras e ainda manter uma alimentação saudável, sem sabotar a dieta, a nutricionista Flávia Sguario, credenciada da Paraná Clínicas, relacionou alguns alimentos que podem ser apreciados sem medo. Confira:

Doce de abóbora

Apesar da grande quantidade de açúcar, o doce de abóbora traz benefícios ao organismo, se ingerido com moderação. 

A abóbora possui alto valor nutritivo, pois contém grande quantidade de vitamina A, que é indispensável para a visão, conserva a saúde da pele, evita infecções e auxilia no crescimento. "Possui ainda Niacina, que faz parte das vitaminas do Complexo B, que têm a função de evitar problemas de pele, do aparelho digestivo, do sistema nervoso e reumatismo", explica.

Rica em minerais como Cálcio e Fósforo, auxilia também na formação de ossos e dentes, construção muscular, coagulação do sangue e transmissão de impulsos nervosos, além de possuir ação laxativa e diurética. Quem gosta de abóbora, pode abusar das sementes frescas e sem pele. Afinal, elas contêm potentes vermífugos. Mas, devem ser guardadas na geladeira.

Arroz-doce
A sugestão da especialista é trocar o arroz branco pelo integral. Mas, a mudança não está relacionada ao índice calórico, que varia pouco de um para o outro. 

Mas sim, porque o arroz integral faz com que a glicose no sangue não se eleve com tanta rapidez, favorecendo, principalmente, os diabéticos. Rico em fibras, o arroz integral auxilia no funcionamento do intestino e no controle da saciedade. "Ou seja, a pessoa acaba comendo uma quantidade menor porque se sentirá satisfeita antes", completa Flávia.

Quando o arroz não é refinado, grande quantidade de componentes benéficos para a saúde é preservada. O arroz integral não é refinado e, diferente do arroz branco, possui três vezes mais fibras, cinco vezes mais vitamina E quatro vezes mais magnésio. O arroz integral possui ainda a vitamina B1, que beneficia os músculos, sistema nervoso central e coração.

Quentão

Tem como principal ingrediente a uva, fruta que tem entre suas substâncias o Resveratrol, uma substância que é produzida pelas videiras para proteger as uvas contra infecções por fungos. Além de atuar no organismo como um antioxidante, esta substância pode inibir a agregação plaquetária e coagulação, além de ter ação anti-inflamatória e ser um fator preventivo a câncer.


Já o gengibre, presente no quentão, tem ação bactericida e é desintoxicante. Recentemente, a Organização Mundial da Saúde reconheceu a ação do gengibre no sistema digestivo. É estimulante da circulação e um poderoso antioxidante que combate os radicais livres e aumenta a velocidade do metabolismo. É um excelente coadjuvante no tratamento de emagrecimento.

Amendoim

Utilizado na paçoca, pé de moleque, canjica, entre outros quitutes, o amendoim contém vitamina E, e gorduras insaturadas. Boa fonte de fibras, o amendoim proporciona a saciedade além de fornecer maior quantidade de proteínas ao organismo. Contêm gorduras monoinsaturadas que reduzem o colesterol, gorduras poli-insaturadas que ajudam a evitar doenças cardiovasculares, além de baixo índice glicêmico e do Ômega 6, substância que tem propriedades anti-inflamatórias. 

No entanto, é preciso moderação, principalmente, para quem precisa controlar o peso. Afinal, além de ser um alimento que apesar de nutritivo está relacionado a alergias e hipersensibilidades alimentares, o amendoim é muito calórico. Cada 100 gramas contém 570 calorias. Então, para quem tem sensibilidade maior às alergias, deve evitar este alimento.

Canela

O toque da canela utilizado para temperar o arroz doce, a canjica e até o quentão tem ação antimicrobiana. Ela auxilia no controle da glicemia em diabéticos e pessoas que tenham resistência à insulina. Diminui o tempo de esvaziamento gástrico após a refeição. Além de afrodisíaca, a canela tem ainda ação anti-inflamatória e antioxidante.

Vinho quente
O vinho é proveniente da fermentação da uva fresca. Esta bebida, apesar de conter teor alcoólico, possui propriedades funcionais para o nosso organismo. Se consumido com moderação, pode proteger o coração contra doenças cardiovasculares, já que possui uma substância chamada flavonóide, que tem ação antioxidante, combate os radicais livres e proporciona o rejuvenescimento das células. 


Outra propriedade presente no vinho é o reverastrol, que provoca o aumento das taxas de HDL (colesterol bom) no sangue.

Pinhão

É servido cozido. Apesar de ser fonte de amido - que o torna rico em calorias, também contém vitaminas do complexo B - cálcio, fósforo e proteínas. Além disso, é fonte de ômega 6 e 9, que auxiliam no controle do colesterol sanguíneo.

Batata doce
Nas festas juninas a batata doce é servida assada. Ela tem um índice glicêmico baixo, isso significa que ela eleva lentamente a taxa de açúcar no sangue e, assim, libera pouca insulina (hormônio que está relacionado ao acúmulo de gordura corporal). 

A batata doce ainda é rica em vitamina C e betacaroteno, antioxidantes que previnem o envelhecimento das células e diversos tipos de câncer.


Milho verde

Usado na preparação do bolo de milho, pamonha e milho cozido. É fonte de folato (necessário para produzir glóbulos vermelhos) e tiamina (auxilia no metabolismo da energia, mantém o apetite e as funções nervosas em equilíbrio), vitamina A e C, potássio, ferro e fibras.






Amendoim

Traz diversos benefícios à saúde, pois contém vitamina E, é um poderoso antioxidante e sua gordura é muito importante. É através dessa gordura que as vitaminas A, D, E, K são absorvidas. A iguaria é também rica em proteínas e em gorduras monoinsaturadas, que ajudam a reduzir o mau colesterol (LDL). Pode ser consumido na paçoca e no pé-de-moleque, em pequenas porções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EstampsCamisetas