sexta-feira, 17 de maio de 2013

Plutão o planeta anão


Plutão, formalmente designado 134340 Plutão, é um planeta anão do Sistema Solar e o décimo objeto mais massivo observado diretamente orbitando o Sol. Originalmente classificado como um planeta, Plutão é atualmente o maior membro do cinturão de Kuiper.

Aproximadamente um quinto da massa da Lua e um terço de seu volume. Ele tem uma órbita altamente inclinada e excêntrica que o leva de 30 a 49 UA do Sol. Isso faz Plutão ficar periodicamente mais perto do Sol do que Netuno (Neptuno)


Em 24 de agosto de 2006, a União Astronômica Internacional (UAI) criou uma definição de planeta formal, que fez Plutão deixar de ser planeta e ganhar a nova classificação de planeta anão, juntamente com Éris e Ceres. Depois da reclassificação, Plutão foi adicionado à lista de corpos menores do Sistema Solar e recebeu a identificação 134340. Porém, há cientistas que afirmam que Plutão não deveria ser considerado planeta anão.

Descoberta

Clyde Tombaugh foi um astrônomo estado-unidense. Trabalhava no Lowell Observatory quando em 1930 descobriu o planeta anão Plutão, descoberta que o tornou célebre


Clyde Tombaugh


Estrutura


Observações de Plutão feitas pelo telescópio Hubble estimam uma densidade entre 1,8 e 2,1 g/cm3, sugerindo uma composição interna de aproximadamente 60% de rocha e 40% de gelo. 
Estrutura teórica de Plutão (2006):
1. Nitrogênio congelado
2. Gelo de água
3. Rocha

Como a decadência de minerais radioativos eventualmente iria aquecer os gelos o suficiente para as rochas se separarem deles, cientistas esperam que a estrutura interna de Plutão é diferenciada, com o material rochoso estabilizado em um denso núcleo cercado por um manto de gelo.

Massa e tamanho



A massa de Plutão é de 1,31×1022 kg, menos de 0,24% da massa da Terra, enquanto que as melhores estimativas para seu diâmetro são de 2 306 (+/- 20) km, aproximadamente 66% do diâmetro da Lua. 

Determinações do tamanho de Plutão são complicadas por sua atmosfera e névoa de hidrocarboneto.




Atmosfera

A atmosfera de Plutão consiste em uma fina camada de nitrogênio, metano e gases de monóxido de carbono, que são derivados dos gelos dessas substância na superfície. Sua pressão superficial varia de 6,5 a 24 μbar. 

Impressão artística da superfície e atmosfera de Plutão
A órbita alongada de Plutão tem um grande efeito em sua atmosfera: conforme Plutão se distancia do Sol, sua atmosfera congela gradualmente, e cai na superfície, e quando ele se aproxima do Sol, a temperatura na sua sólida superfície aumenta, causando os gelos sublimarem para gás. Isso cria um efeito antiestufa; a sublimação esfria a superfície de Plutão. Recentemente foi descoberto que a temperatura de Plutão é de cerca de 43 K (−230 °C), 10 K mais fria do esperado.

Fonte
http://pt.wikipedia.org/wiki/Plut%C3%A3o



Nenhum comentário:

Postar um comentário

EstampsCamisetas