sexta-feira, 3 de maio de 2013

Flor-de-maio: exuberância e beleza para 'encher os olhos'


Originária das florestas tropicais, a planta pode ser encontrada em diversas cores, que se sobressaem aos tons amarelados da estação
Reprodução

O clima mais frio do outono não é sinônimo de uma paisagem em tons amarelos e marros. A estação também tem lá os seus encantos, como a bela e exuberante Flor-de-maio. Cientificamente chamada de Schlumbergera truncata, a Flor-de-maio é um dos cactos mais cultivados do Brasil. 


Pertencente à família Cactaceae, a planta é originária florestas tropicais e tem um ciclo de vida perene. Suas flores aparecem durante o outono, são delicadas, grandes e brilhantes. Podem ter coloração rosada, branca, laranja ou vermelha. 


Reprodução


Na natureza, cresce agarrada nos galhos das árvores, preferindo lugares quentes e úmidos. Seus ramos, que crescem em segmentos, pendem depois que atingem 20 cm. É na ponta desses ramos que aparecem as flores. 


Ótimas para atrair os beija-flores, o cultivo deve ser feito em substrato para epífitas misturado à terra vegetal, regada periodicamente, à meia-sombra. Pode ser plantada em vasos, mas a terra precisa ser orgânica, bem drenada e não muito ácida. São muito usadas como pendentes em varandas, deixando suas folhas e flores caírem. 


Reprodução



Características 



Luz: Média intensidade para o crescimento, alta intensidade para a floração. 



Temperatura: 15 a 26ºC. Tolerando até 4ºC. 



Água: Conserve o solo do vaso sempre úmido, embora a planta tolere sem problemas um ligeiro ressecamento superficial. 


Reprodução



Adubação: A cada mês, durante o verão; depois, a cada 2 meses. 



Propagação: Estacas com 2 ou 3 segmentos. 



Cuidados especiais: Para estimular a floração em maio, deixe a planta, durante cerca de 2 meses, exposta a 12 horas diárias de escuridão. 



Problemas comuns: Se os botões murcharem, aumente a umidade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EstampsCamisetas