quinta-feira, 28 de março de 2013

Truques espertos para conservar alimentos por mais tempo


Reprodução



Saber guardar e conservar os alimentos por mais tempo é mais que uma questão de economia. É também uma questão de responsabilidade social e ambiental. Quando você sabe como armezenar corretamente carnes e hortifrutis todo mundo ganha, já que jogar comida fora pode fazer a diferença no seu orçamento mensal e ainda impactar na produção de alimentos e no meio ambiente. Mas, se você tem dúvidas de como guardar corretamente os diferentes tipos de alimentos e costuma mandar muita coisa para a lata do lixo, fique ligado nas orientações da nutricionista Gláucia B. Hübner Gonçalves e corrija seus hábitos:

Ovos: na hora de comprá-los, observe se a casca não está trincada ou rachada, pois isso reduz a vida útil deles. O armazenamento deve ser em local fresco e seco, em vasilhames bem ventilados. Papelões não são recomendados, pois favorecem o aparecimento de baratas na cozinha.Eles também podem ser armazenados na geladeira, mas tire-os da caixa de papelão (que pode estar contaminada com a salmonela) e limpe as sujeiras mais visíveis. Os ovos somente deverão ser lavados no momento do uso. O ideal é deixá-los em solução de água com vinagre (1 colher de vinagre para cada litro de água) por 20 minutos. 

Pão francês: para ser guardado de um dia para o outro, deverá ser colocado em saco plástico, próprio para alimentos. Se guardado em embalagem de papel, ficará duro. Ele pode ser congelado, e quanto antes melhor. Ao retirá-lo do freezer, basta passar uma água filtrada sobre a superfície (não exagerar na quantidade de água) e levá-lo ao forno do fogão ou forninho elétrico, até que fique com a casca crocante. 

Pães de forma: podem ser armazenados na própria embalagem original, na geladeira ou em ambiente fresco e seco. Para escolher a melhor opção, é importante verificar o local onde se está: em cidades muito quentes, o ideal é conservá-los em geladeira, pois essa é a melhor maneira de evitar o crescimento de fungos. Em cidades frias, podem ser armazenados na cozinha, em local fresco e seco. Podem ser congelados, e para consumi-los basta retirá-los do freezer e levá-los diretamente ao forno ou torradeira antes de consumir.

Grãos e cereais: devem ser armazenados em vasilhames de vidro, bem tampados, em local seco e fresco. Observar antes de consumir: caso os grãos estejam grudados formando "grumos", é sinal de presença de fungo e o produto deverá ser descartado. Os fungos são micro-organismos que produzem toxinas, substâncias tóxicas nocivas à saúde.

Massas: macarrões adquiridos em supermercados deverão ser armazenados em armário fresco e seco, na embalagem original, e depois de abertos, em vidros hermeticamente fechados. Uma vez preparados, podem ser armazenados em geladeira, de preferência, sem o molho. Massas frescas poderão ser armazenadas em geladeira ou congeladas. As massas frescas cruas duram até dois meses congeladas e as assadas, até quatro meses.

ReproduçãoTemperos: ervas secas (desidratadas) deverão seguir o mesmo esquema do armazenamento de grãos e cereais. O ideal é colocá-las em embalagens separadas. Colocar uma etiqueta pelo lado de fora com o nome da erva e a data de validade, para facilitar o manuseio. O ideal é preparar o tempero na hora (alho e sal). Para quem não puder, a mistura pode ser preparada e acrescentada de uma pequena quantidade de óleo para aumentar a vida útil. Armazenar essa mistura em vidro bem tampado, na geladeira.

Carnes: as carnes devem ser mantidas refrigeradas por, no máximo, 2 dias após a compra. Depois desse tempo, deverão ser congeladas. Peças inteiras são de mais fácil conservação do que a carne já picada. Carnes que já foram congeladas cruas somente poderão ser recongeladas após o cozimento. Do contrário, estragam. As carnes deverão ser congeladas já limpas, ou seja: peixes sem cabeça, rabo e espinhas, carnes sem gordura excedente e ossos, frangos sem pena, peles, etc.

Hortaliças: na temperatura ambiente as hortaliças estragam rapidamente. Elas devem ser colocadas em saco plástico e guardadas na parte mais baixa da geladeira. Depois lavar e higienizar as folhas, você também pode guardá-las em potes plásticos ou de vidro bem tampados. Esse processo agiliza sua vida na hora de preparar as saladas.

Legumes: frescos, devem ser mantidos em sacos plásticos e guardados na gaveta da geladeira. Poderão ser congelados (exceto batata), desde que passem pelo processo de branqueamento. Descascar e já picar como de costume. Em seguida, mergulhar em água fervente por 2 a 5 minutos (dependendo dos pedaços serem maiores ou menores) e, em seguida, mergulhá-los em uma bacia contendo água filtrada gelada, para interromper o cozimento. Uma vez frios, retirar da água, escorrer e armazenar imediatamente em plásticos próprios ou vasilhames para ir ao freezer. Duram até 12 meses depois de congelados.

Frutas: as maduras devem ser conservadas na parte baixa da geladeira; as verdes devem ser mantidas em temperatura ambiente até ficarem maduras e, só então, irem para o refrigerador. Antes de guardá-las retire-as das embalagens. Eles se conservam melhor se forem acomodadas em uma cesta aramada, sobre a gaveta da geladeira, onde podem 'respirar'. O mesmo truque vale para o tomate, que apodrece com facilidade se ficar sufocado dentro do saquinho.

Nunca armazene frutas e hortaliças cortadas ou descascadas, para não perderem o valor nutritivo. As frutas podem oderão ser congeladas, desde que maduras, porém firmes. Deverão ser descascadas, picadas e o caroço deverá ser retirado. Depois de congeladas, duram até 6 meses. 

Oleaginosas: o recomendado é retirar esses alimentos da casca no momento de consumir para preservar ao máximo o valor nutritivo, com os quebradores apropriados de casca. Se forem compradas já fora da casca, deverão ser armazenadas na geladeira, em embalagem de vidro bem fechada. Pelo lado de fora, revestir o vidro com papel-alumínio para que não pegue luz. Se o vidro for escuro, não precisa. A presença da luz oxida o óleo, levando à perda das propriedades benéficas à saúde. O armazenamento fora da geladeira favorece o aparecimento de fungos e oxida o óleo com mais facilidade.

Laticínios: leite, iogurte e queijo devem ser guardados na parte mais alta da geladeira. 

(Fontes: idMED / Uol Saúde / Vida Saudável)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EstampsCamisetas