sexta-feira, 1 de março de 2013

Guaratuba-Belezas que vão muito além das praias

A região reserva belas paisagens 'escondidas' tanto no continente como em ilhas, cercadas pela Mata Atlântica ainda preservada

TURISMO

Conhecida como uma das mais badaladas praias do Paraná, com infraestrutura completa, Guaratuba encanta pela beleza de suas praias. As principais, Central e do Cristo, são praias de meia enseada, ideais para banhistas, pois têm o mar calmo e estão localizadas na Avenida Atlântica. Na praia do Cristo está o Morro do Cristo, de onde se pode ter uma visão de todo o município, sendo bastante procurado pelos visitantes.



Seguindo sentido sul temos a praia do Brejatuba, procurada pro surfistas por suas águas agitadas, e a praia da Barra do Saí, no balneário de Coroados, na foz do rio Saí, preferida por pescadores de robalo. Merece destaque ainda a praia de Caieiras, localizada próximo ao local de passagem do ferry-boat, cujo acesso pode ser tanto rodoviário quanto hidroviário. Local calmo, agradável e pitoresco, devido à sua colônia de pescadores.

Mas nem só de praias vive litoral paranaense. A região de Guaratuba, por exemplo, reserva belas paisagens 'escondidas' tanto no continente como em ilhas, cercadas pela Mata Atlântica ainda preservada.

Quando for a Guaratuba, além de visitar pontos turísticos famosos como o Morro do Cristo e a Baía de Guaratuba, não deixe de conhecer lugares como o Salto Parati e o Morro Cabaraquara. Conheça um pouco mais sobre estes lugares:

Baía de Guaratuba

Reprodução


A Baía de Guaratuba é a segunda maior do Paraná, com 48,72 km2 de extensão, e por ela é feito o acesso entre Matinhos e Guaratuba, pela travessia com o Ferry-Boat. A Baía de Guaratuba é própria para passeios de barco, pesca e esportes náuticos. Rica em fauna e flora, é hoje uma área de proteção ambiental.

Morro do Brejatuba

Reprodução


Mais conhecido como Morro do Cristo, é o atrativo mais visitado do município. Mirante natural, com 38 metros de altura, oferece uma paisagem espetacular do Oceano Atlântico e uma vista privilegiada de toda a região. O acesso ao morro é feito por uma escadaria de 199 degraus. No alto do morro, a imagem do Cristo Redentor, com 8,30m de altura, abençoa a cidade. A peça foi doada por Josefa do Amaral em 1953. A imagem tem um braço estendido em direção a cidade e outro sobre o corpo, com a mão no coração. Em maio de 2000, a imagem foi deslocada de sua base original, ganhado um pedestal de 6,5 metros de altura, com uma sala da memória, oratório e mirante. Mais de 900 mil pessoas já visitaram este atrativo desde a sua inauguração.

Salto Parati

Ao fundo da baía de Guaratuba, ao pé da Serra do Mar, fica o Salto Parati, um queda d'água de rara beleza, formada por águas cristalinas e ladeada pela mata Atlântica totalmente preservada. A melhor opção de acesso ao Salto é por mar, utilizando barcos de pequeno porte. As embarcações saem da Baía de Guaratuba e levam 25 minutos para chegar ao rio Parati, até o local chamado Porto. Depois disso, ainda é preciso fazer uma caminhada de 40 minutos, por trilhas de vegetação nativa e paisagens típicas do litoral. No trajeto várias espécies de flores, pássaros e animais silvestres e uma ponte pênsil que da à caminhada um ar de aventura.

Reprodução


O caminho passa por várias casas de moradores locais e um Sambaqui - depósito de conchas, restos de cozinha e esqueletos acumulados por tribos indígenas que habitavam nosso litoral, algumas delas há mais de 5 mil anos.

As corredeiras do rio Cubatão

Reprodução


O rio Cubatão nasce no município de São José dos Pinhais com o nome de São João, serve em parte, de divisa entre São José e Guaratuba, recebe o rio Arraial e toma aí o nome de Cubatão até desaguar na Baía. Tem um curso de cerca de 80 quilômetros. Para os turistas o rio oferece atrativos como suas corredeiras e o Salto Cubatão

Cabaraquara

Nesta localidade encontram-se a beleza da Mata Atlântica, rios, mangues, montanhas, e uma comunidade receptiva que oferece várias opções para o visitante, como trilhas, artesanato e principalmente a degustação de ostras, cultivadas e servidas em ambientes rústicos, em total harmonia com a natureza.

Reprodução


Outra atração local é o Morro do Cabaraquara, com 455 metros de altura. Uma trilha que leva ao topo do morro, em duas horas de caminhada, proporciona uma visão fantástica do Oceano Atlântico, Serra do Mar e de toda cidade.

Casarão do Porto

Não existe documentação a respeito do imóvel, um dos últimos remanescentes do período colonial, embora a casa esteja registrado numa aquarela de Debret, de 1827, o que permite situar sua construção entre o final do século XVIII e as primeiras décadas do século XIX.

Reprodução


O Casarão do Porto fica na área central de Guaratuba e é reconhecido como Patrimônio Histórico do Paraná. Trata-se de sobrado de planta quadrada, construído em alvenaria mista, pedra e tijolos, cobertura em telhado de quatro águas, telhas canal, arrematado por beira-seveira. Aberturas com requadros em cantaria, na fachada principal; nas laterais, em madeira, encimados por vergas curvas no primeiro e segundos pisos. Janelas em guilhotina, divididas em quadrículos, e divisórias internas em sistema de pau-a-pique com os vãos preenchidos com barro. O imóvel era utilizado para comércio e moradia. Abandonado em meados da década de 70, rapidamente se deteriorou. Em 1994 foi recuperado e adaptado para abrigar um restaurante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EstampsCamisetas