quinta-feira, 26 de julho de 2012

Conheça Iporanga, a fascinante cidade das cavernas

Reprodução
A Caverna de Santana é uma das mais belas e bem estruturadas da região
Com apenas 5 mil habitantes, a pequena cidade tem o maior número de cavernas e grutas do Brasil.
Redação Bonde

Se você gosta de sossego e aventura e vai tirar férias no inverno, Iporanga, no interior de São Paulo, é o seu destino. A cidade é pequena, com apenas 5 mil habitantes, mas tem o maior número de cavernas e grutas do Brasil. Possui 360 cavernas cadastradas, o que faz da cidade um verdadeiro paraíso dos espeleólogos.

Mesmo que você não seja um estudioso da constituição das grutas e cavernas naturais, é impossível resistir à beleza dessas formações rochosas. As cavernas variam desde simples entradas até canyons (abismos) de até 250 metros de profundidade.

A maioria delas fica dentro do Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR). A cidade está localizada no Alto Vale do Rio Ribeira do Iguape, numa região reconhecida pela Unesco como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. Ali o turista tem a oportunidade de ver de perto a fauna e a flora nativas do sudeste brasileiro.

O ecoturismo é uma das principais atividades dessa região. Para visitar as áreas restritas, no entanto, é necessário solicitar autorização prévia à administração do parque. A visita só pode ser feita com acompanhamento de monitores ambientais. As cavernas de Iporanga estão praticamente em seu estado original.


Com mais de 7 km mapeados, a caverna de Santana é considerada a mais bonita da região. Os turistas são atraídos pelas formações rochosas denominadas de estalactites e estalagmites. É um passeio imperdível. No interior, existe uma malha de galerias em 3 níveis de altura, formando um verdadeiro labirinto natural. O trecho aberto à visitação é de 800 metros e possui boa infraestrutura, inclusive com passarelas.

História

Iporanga é uma das mais antigas povoações do Estado de São Paulo, surgida no século XVI com a mineração do ouro. Transformado em município em 1874, Iporanga teve sua história econômica baseada na mineração (ouro, chumbo e calcário), na agricultura de subsistência e no extrativismo do palmito.

Sua Igreja Matriz, dedicada a Santana, foi construída entre 1814 e 1821 e cercada por um belo casario colonial que, em 1979 foi tombado como Patrimônio Histórico Estadual.

Situada quase na divisa com o Paraná, a cidade fica a apenas 189 quilômetros de Curitiba. Já quem mora em Londrina e deseja conhecer este paraíso da cavernas, tem que rodar bem mais: são 439 quilômetros de estrada. A viagem pode ser longa, mas vale a pena.

Cavernas e mirantes

Caverna de Santana - Localizada no Núcleo Santana do PETAR é a mais visitada do Estado de São Paulo. Rica em formações e labirintos, é constituída por uma malha de galeria em 3 níveis. Parte desta caverna é de fácil acesso, com escadas de madeira e pontes. Parte só pode ser visitada com a ajuda de guias altamente specializados e parte é acessível somente com autorização prévia. Localização; km 21 da estrada que liga os municipios de Apiaí e iporanga.


Caverna Casa da Pedra - Localizada no Núcleo Casa da Pedra, do PETAR. Esta caverna é conhecida pela exuberância de sua entrada. Seu pórtico alcança 215 mts de altura. Seu salão principal de 350 mts de comprimento, 120 mts de largura e 70 mts de altura é iluminado por uma grande boca seca. Após a galeria seca. Após a galeria seca existente um trecho de natação, com 25 mts de comprimento e forte correnteza.

Aqui pode-se escalar os íngremes paredões com auxílio de equipamento adequado. Localização: Em apiaí dirija-se para a SP-250 e na altura do km 30 dessa rodovia siga à direita em estrada de terra. Depois de 16 km chega-se ao Núcleo Caboclos do Petar, onde deve-se dirigir à administração que indicará os roteiros.
Reprodução

Caverna Morro Preto - localizada no Núcleo Santana do PETAR. Sua entrada é muito Bonita. Apresenta amplas galerias e salões de fácil travessia. Em apenas 2 locais existem desníveis de no máximo 5 metros, superados por estacas de madeira. Em uma de suas salas foram encontrados vestígios de habitação Pré-histórica. Acesso : junto ao km 21 da estrada que liga os municipios de Apiaí e iporanga

Caverna Água Suja - Localizada no Núcleo Santana do PETAR, esta caverna é composta essencialmente de um rio subterrâneo, que recebe dois afluentes.
Sua entrada tem um teto de 10 mts de altura Seguindo-se a galeria do rio, o caminho dificulta-se pelo teto baixo, onde deve-se tomar cuidado com súbitas enchentes. Localização : junto ao km 21 da estrada que liga os municipios de Apiaí e iporanga

 
Caverna do Couto - Localizada no Núcleo Santana do PETAR, essa caverna atravessa a montanha. Ao lado de uma de suas entradas encontra-se uma cachoeira com a água que vem de dentro da Caverna e desagua no Rio Betari alguns metros abaixo.

Em alguns trechos o teto é relativamente baixo e sua visão é muito interessante com gotículas penduradas refletindo luzes das lanternas. Localização : junto ao km 21 da estrada que liga os municipios de Apiaí e iporanga






Salão interno da Laje Branca
Caverna Lage Branca - Localizada em área natural tombada pelo Condephaat, ela quase não tem formações na área de visitação, sendo a entrada e o grande "Salão das Dunas" suas principais atrações.
Com cerca de 30 mts de largura e 50 mts de altura, a parte superior da parede de pedra sobre a entrada projeta-se uns 20 mts para o lado de fora, onde dezenas de árvores ficam dependuradas.

Seu interior possui alguns obstáculos, exigindo cuidados em certos pontos, entretanto, o salão é constituído por um terreno fácil, visualizando-se belas dunas de argila seca. localização: na altura do km 18 da estrada Apiaí-Iporanga
 
 

Morro da Coruja - Localizado no perímetro urbano a 2 Km da sede (Iporanga), possui 500 metros de altitude e mirante.

 

Mirante Iporanga - Muito apreciado por excursões e procurado para piqueniques, pois do alto do Morro se avista quase toda parte do baixo Vale do Ribeira.

Serra da Boa Vista - Localizada no Bairro Alto da Boa Vista, por onde passa a rodovia estadual que liga Iporanga a Apiaí, no cume da Serra de Paranapiacaba. A mais de 1200 metros de altitude, descortina-se um dos mais belos panoramas da região, maravilhando o turista pelo belíssimo quadro que aprecia, formado pelas montanhas que compõe a Serra.

Cachoeiras


Cachoeira do Taquaruvira - Localizada na Estrada Iporanga-Descalvado, km 12. Acesso por trilha. 8 metros altura.

Cachoeira Sem Fim - Localizada Estrada Iporanga-Apiaí, km 10 – Bairro da Serra

Reprodução

Cachoeira da Ponte - Localizada no Bairro Descalvado, a 11 km da Iporanga.
Cascata do Fundão - Próxima a Iporanga . Possui uma queda superior a 3 m.

Cascata Cabrinha - Próxima a sede do município. Receptor de água do manancial que serve a cidade.

 

Rios
Rio Ribeira de Iguape - Águas caudalosas em alguns lugares e turbulentas e marulhenta em outros, formam inúmeras corredeiras.

Rio Iporanga - Com suas águas frescas e límpidas, cortando recantos maravilhosos, matas, baixos , ilhotas e outros, é também um rio muito procurado, principalmente para banhos, pois é famosa a frescura de suas águas.

Rio Pilões - Cortando a mais extensa mata da região.

 

Rio Pardo: O maior afluente do rio Ribeira. Quando passa pelo município oferece belos atrativos, pois neste rio pesca-se o trairão ou traíra preta, além de outros peixes. Ótimo para a pratica de rafting.



Rio Betari: Ideal para banhos, boia-cross e rafting




Nenhum comentário:

Postar um comentário

EstampsCamisetas