quinta-feira, 7 de junho de 2012

Peixe Cirurgião Hepatus ou Blue Tang







O Blue Tang é um peixe muito bonito que embeleza o ambiente e é encontrado em águas marinhas, sendo também de fácil adaptação em aquários.

Descrição

O Blue Tang, um peixe de água salgada, leva esse nome por causa da forma de sua cauda que é pontiaguda lembrando um bisturi de cirurgião. Seu corpo é achatado e lembra uma palheta. Os olhos estão localizados na parte superior da cabeça e possui uma boca pequena que esta localizada na parte inferior da cabeça.

Possuem cores distintas: amarelo misturado com azul, amarelo pálido puxando para o branco com azul e linhas cinza que saem dos olhos, e azul mais intenso com cauda amarelada e as linhas que saem dos olhos na cor preta. 

Expectativa de vida: 10 anos 
Comprimento: 20 a 30 cm

Características

O Blue Tang é um peixe muito bonito que embeleza o ambiente e é encontrado em águas marinhas, sendo também de fácil adaptação em aquários. Esta espécie se dá muito bem com outros peixes, desde que ele não tenha sido o primeiro a ser colocado no aquário, pois tem um instinto territorialista. Para quem não sabe ou não se lembra, o Blue Tang é o peixe que recebeu o nome de Dori no filme ‘Procurando Nemo’.

Dori no filme ‘Procurando Nemo

Membros desta espécie podem viver sozinhos, em pares ou em pequenos grupos de dez a doze indivíduos. Ele está sempre em águas com correntezas e que sejam transparentes. A carne deste peixe, em si, não é boa, podendo causar até envenenamento já que esse é um dos mecanismos de defesa contra seus predadores.

Cuidados básico

É importante medir o pH da água do aquário semanalmente. No caso desta espécie, deve ser de 8,1 a 8,3. Qualquer variação acima ou abaixo prejudica seriamente o animal. A temperatura ideal da água varia de 22 a 29°C.
A iluminação deve ser intensa de preferência com lâmpadas fluorescentes. É recomendável sempre colocá-lo em um aquário de quarentena antes de pôr no aquário principal para evitar possíveis doenças para ele e os outros peixes.

Alimentação

Todos os peixes devem ser alimentados duas ou três vezes por dia, sempre em pequenas quantidades, que possam ser consumidas rapidamente. Não há uma quantidade pré-estabelecida de ração. Isso varia de acordo com o tamanho das espécies e o número de peixes no aquário.

Os peixes podem comer enquanto houver alimento disponível, por isso são mais frequentes casos de doenças por excesso do que falta de comida. Cabe ao dono dosar a quantidade.

Deve-se observar a velocidade que os animais comem e colocar alimento suficiente para que seja consumido em torno de cinco minutos. Se sobrarem restos no aquário, a quantidade deve ser diminuída. Se acabar em menos de um minuto, deve-se fornecer mais ração.



O Blue Tang depende principalmente de algas marinhas para sobreviver em seu habitat natural, pois são elas que lhes fornecem o sustento, além de pequenos camarões.

Espaço para criação


O aquário para o Blue Tang deve ser de tamanho grande o suficiente para que o peixe possa nadar livremente. Recomenda-se que tenha 400 litros, no mínimo, e de preferência um que seja fundo. A bomba que vai circular a água recomenda-se que seja bem forte, levando em conta que são animais que tem por costume viver em águas com correntezas.

Coloque pedras, plantas e corais para que eles tenham também onde se esconder se precisarem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EstampsCamisetas