sexta-feira, 30 de março de 2012

Cintos de segurança de modelos nacionais são reprovados


Ka é o modelo com a pior avaliação; Fox é o melhor, mas ainda deixa a desejar.
Thiago Vinholes 30/3/2012 11:05
Os carros fabricados no Brasil estão entre os mais caros do mundo, mas a qualidade ainda é questionável, especialmente quando o assunto é segurança. A Proteste Associação de Consumidores avaliou os cintos de segurança dianteiros e traseiros de 20 veículos nacionais (todos populares) e o resultado geral, como não poderia ser diferente, foi decepcionante.

A avaliação considerou a presença de recursos que aumentam a proteção, no caso limitadores de carga, que previnem lesões causadas pelo cinto, e pré-tensionares, item que reduz a folga do cinto durante o impacto.

Veja mais: Carros nacionais obtém péssimos resultados em crash-test

De acordo com essa metodologia, os veículos que conseguiram os melhores resultados para os ocupantes dos bancos dianteiros foram o VW Fox 1.6 Flex Prime I-Motion, Peugeot 207 1.6 16V XS Automatic e Citroën C3 1.6 Exclusive Automatique. Ele são os únicos veículos fabricados no Brasil munidos dos equipamentos citados pelo órgão.

Já os modelos Renault Clio, Chevrolet Celta e Ford Ka foram os piores na avaliação da Proteste, levando em conta mais uma vez somente a segurança nos assentos dianteiros. Além de não serem devidamente equipados com limitadores de carga nem pré-tensionadores, esses veículos não contam com airbags nem como opcional.

Outro ponto negativo nesses veículos é o fato deles virem com cintos de segurança considerados curtos demais pela instituição, o que pode prejudicar na proteção de pessoas obesas. No Clio ainda foi detectada a possibilidade de o cinto não ser utilizado da maneira correta, uma vez que a tira de tecido pode ficar presa na alavanca do freio de mão quando afivelada, o que exige maior atenção do motorista e passageiro.

Passando para o banco traseiro a situação se agrava. De todos os carros analisados, somente o Chevrolet Corsa 1.4 Maxx possui cinto de segurança de três pontos (mais seguro) para os três passageiros que viajam no assento traseiro. O restante oferece apenas o cinto de dois pontos (ou abdominal) na posição intermediária.

Na análise, se os cintos de segurança traseiros eram compatíveis com cadeiras apropriadas para transportar crianças, foi constatado que as versões do Ford Ka não permitem a instalação adequada do bebê-conforto. Isso se dá em função do comprimento reduzido do cinto de segurança traseiro (independentemente de serem fixos ou retráteis).

Em relação ao sistema de travamento, que garante a segurança dos ocupantes em uma situação de risco, todos possuem cintos com retrator, dispositivo que regula automaticamente a fita ao corpo do usuário e a bloqueia caso ocorra um desenrolar abrupto. Com exceção do Ford Ka 1.0 Rocam, do Ford Fiesta 1.0 Rocam e do Fiat Uno Vivace 1.0 Evo Flex, que apresentaram os cintos de segurança traseiros apenas com três pontos fixos, obrigando o consumidor a regular manualmente o cinto e deixa os movimentos limitados. Nos outros 17 veículos o retrator se regula automaticamente.

Também foi verificado em que região a haste do fecho do cinto dianteiro está fixada: se diretamente na carroceria ou na estrutura do banco. Nesse quesito, todos os carros foram bem avaliados pois a haste foi fixada na estrutura do banco, que é rígida e por isso oferece mais segurança em caso de impacto.

Já os modelos que tiveram maior variação de configuração dos cintos entre a versão mais simples e a mais completa foram o Fiat Uno e o Ford Fiesta.

A Proteste Associação de Consumidores é a entidade que em parceria com o Euro NCAP criou a versão regional do rigoroso crash-test na instituição europeia, chamada Latin NCAP.

Foram avaliados os cintos dos seguintes modelos de carros:

Citroën C3 1.6 GLX 16V Exclusive Automatique; Volkswagen Gol 1.0 Total Flex Rock in Rio ( 4 portas); Volkswagen Fox 1.6 Flex Prime i-motion (4 portas); Peugeot 207 1.6 16V XS Automatic (4 portas); Fiat Uno 1.4 Evo Sporting (4 portas); Volkswagen Fox 1.0 Total Flex (2 portas); Peugeot 207 X-Line (4 portas); Ford Fiesta 1.6 Rocam; Citroën C3 1.4 GLX; Chevrolet Corsa 1.4 Maxx (4 portas); Volkswagen Gol 1.0 Total Flex (4 portas); Volkswagen Gol 1.6 Total Flex Rallye (4 portas);Renault Clio 1.0 16v Hi Flex (2 portas); Renault Clio 1.0 16V Hi Flex (4 portas); GM Celta 1.0 Flexpower LS (2 portas); GM Celta 1.0 Flexpower LS (4 portas); Fiat Uno Vivace 1.0 Evo Flex (2 portas); Ford KA 1.6 Sport; Ford Fiesta 1.0 Rocam; Ford KA 1.0 Rocam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

EstampsCamisetas